quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Medo de ser feliz

Não me digas que tens medo de vir(…) Não me digas que tens medo de arriscar (…) Não penses que me enganas ao dizer que temes o futuro, que temes o fim antes de nada começar. Receio? Receio de quê? De esquecer tudo e  pôr em primeiro lugar os sentimentos, em dar prioridade às tuas vontades. Não faz sentido (…) Não tens motivos para agir dessa forma(…) Não tens motivos para retroceder quando o teu lugar é aqui, aqui mesmo ao pé de mim(…) Mas talvez nada adiante falar, explicar, de nada adianta mostrar-te que o sonho pode ainda não estar terminado.Pois vais continuar a temerVais continuar a recear,Continuar a ter medo de viver,Continuar  a ter medo de amar!

4 comentários:

Lú ♥ disse...

gosto muito do blog, rutinha :p

Francisca Cochofel disse...

gosto :o

Ánnyjub's disse...

ATENÇÃO FALTA AÍ
QUE TE INSPIRASTE NO MEU TEXTO

Lú ♥ disse...

também eu sou tua*