quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Visão de um mundo dentro de 4 paredes

Agora só no meu mundinho me sinto bem, só dentro daquelas quatro paredes me sinto verdadeiramente em casa. Pego nos meus fones, ponho a minha música a tocar e viajo (…) Viajo por esse mundo fora, traçando rumos diferentes de cada vez.Perco-me nas minhas imaginações, perco-me nos meus sonhos e nas imagens que se vão desenhando em minha mente.  Penso em tudo… penso em tudo e ao mesmo tempo em nada. (…) De repente algo me chama à atenção. O sol ofusca os meus olhos penetrando pela janela (…) O dia está belo! Nada faço aqui sozinha neste tão limitado mundo (…) Lá fora há vida! Lá fora há luz! (…) Levanto-me, paro a música e saio rumo ao local onde há vida, rumo ao local onde posso ser feliz por momentos. Sei que mais tarde irei voltar ao cubículo. Sei que irei repetir tudo como se me imitasse a mim mesma (…) Mas sei também que por enquanto serei livre e irei sorrir porque para mim a tua ausência começa a ser algo normal, começa a ser algo banal a que, infelizmente, quanto mais os dias passam mais a ela me vou habituando!

1 comentário:

Francisca Cochofel disse...

como sempre...sempre lindoooo