quinta-feira, 16 de junho de 2011

Dois anos desde a última vez...

Como o tempo passa, como o tempo voa sem sequer nos apercebermos (…) Custe ou não acreditar, a verdade é que já passaram dois anos, é mesmo isso, dois anos desde que decidiste partir (…) Tudo é mesmo assim, um turbilhão de emoções, um descalabro de sentimentos que em certo momento nos dá, que em certa altura se apodera de nós… Pois eu, provavelmente ao contrário de quase ou mesmo todas as outras pessoas, assumo uma atitude diferente perante ti… Não gosto de me lamentar, não gosto de chorar sobre coisas irreversíveis, isto é, sobre coisas que sei que jamais serão de outra forma… Sei que faça o que fizer não voltas, sei que se chorasse não vinhas, pois não pode ser, é impossível. Portanto prefiro fortalecer-me e seguir em frente, prefiro não só acreditar em mim como acreditar que tu, em qualquer lugar do mundo, me estás a ver e a seguir cada paço que dou, a assistir “de perto” a cada vitória minha, mesmo que já não cá estejas para me congratular e dizer “parabéns”… Mas isso não é o mais importante, o mais importante não é não poder ver-te, não te poder tocar, o mais importante é continuar a sentir-te, continuar a sentir que estás aqui e tentar esquecer que apenas a tua imagem não se torna visível  Sei que se ainda estivesses aqui, neste mundo comum a todos, quererias que agisse assim, exactamente como estou a fazer… Portanto eu não vou mudar agora, não vou abaixo agora quando, por ti, sempre me mostrei superior, sempre fui superior. As lágrimas secaram, e não é por isso que sofro mais ou menos, simplesmente cada um lida com a dor à sua maneira, e esta é a minha filosofia de vida, a minha visão das coisas (…) Poderá meio mundo achar que estou errada, que nada disto adianta, mas eu estou de consciência tranquila porque sei que desta forma é o mais próximo que me posso identificar contigo… Já lá vão dois anos, mas tudo se mantém, tudo permanece da mesma forma, e acredites ou não, continuas a fazer a mesma falta como desde o primeiro minuto, como desde o primeiro dia… A mim não me resta esquecer, porque isso nunca, nunca mesmo, simplesmente me resta mentalizar-me que tudo isto é verdade, e que nenhum pesadelo dura dois anos. Como sei que isto é mesmo real, e que jamais vou poder acordar, a minha postura vai-se manter, e o meu positivismo não vai agora embora. Vou continuar neste mundo a minha jornada, continuar as conquistas e as perdas pois é mesmo assim que a vida exige, mas continuar feliz, pois um dia sei que, mais cedo ou mais tarde, irei para o teu mundo, para esse mundo transversal que ninguém sabe definir, e nesse momento, voltarei para o pé de ti…“O Pai é o melhor espelho do Homem” – pois o meu espelho já partiu mas a recordação voltará a construir meu reflexo, e é em virtude disto que continuo a lutar! 

5 comentários:

Francisca Cochofel disse...

já sabes o que acho meu amor :)

disse...

qd as coisas sao feitas com amor, te sempre um sabor diferente rutinha*

Honda_Vti_MC disse...

Amor a vida nem sempre é a melhor trás momentos lindos e outros maus mas tdo tem uma inicio e um fim ... este fim não pode ter sido o melhor para ele mas acredita que ele esta sempre comtigo ele vete quando te deitas quando acordas ele vete a fazer as cenas do dia a dia ele esta sempre presente e tu sabes isso :$.

Eu passei pelo mesmo quando perdi meus Avôs fiquei triste e deixei de comer amava brincar com eles passear com eles e foram eles que me ensinaram a ser quem sou mas tinha.
O meu Avô que faleceu primeiro chamava-se Rogerio um avo especial porque foi criado por ele ate aos meus 8 anos e foi quando deixei de comer e ja faz 11 anos que ele faleceu e depois perdi o meu outro avo que se chamava manuel que faleceu a 3 anos e comecei a fumar e metime na ganza perdi a cabeça chorei tanto quando perdi os dois mas tanto... deixei tdo a ganza etc... so nao deixei de fumar ... mas o passado é passado amor.

Mas pronto a vida é dificel para tdos e complicado aceitar isso.

E aserio amor o teu pai é um homem grande lutador tal como tu ele é muito forte e aserio amor ele esta sempre de olho em ti amor e tu a noite ou durante o dia deves sentir ele ao teu lado quando estas triste ou feliz...

Amor vou estar contigo para sempre ajudar-te a passar estes momentos complicados e acredita nao conheci esse senhor teu pai mas acredito que ele era um homem magnifico tal como a filha o é :)

Rute eu estou aqui para passar esta face da nossa vida :$

AMO-TE <3... e força amor vive a vida e pensa que ele esta sempre presente porque ele esta sempre mas sempre presente :)

Ana Luísa disse...

Sinto muito orgulho da sobrinha que tenho, adoro o que escreves, da maturidade que demonstras ao fazê-lo, do que encerra cada palavra, carregada de sentimento!
Também isto (escrever) é uma terapia ao alcance de todos, mas que poucos a fazem com mestria! TU TENS ESSE DOM!! Usa-o sempre com sabedoria, como tens feito até então!
Fico comovida por perceber o quanto és resolvida, e a forma como tens ultrapassado/encarado essa dor avassaladora! És uma miúda (sem ofensas) inteligente e usas essa inteligência a teu favor, e isso percebe-se quando demonstras o quanto tens "crescido" e "aprendido" com a partida de alguém que mais chegado não podia ser! Muito se aprende com a dor, mas temos que estar abertos a essa aprendizagem e tu, definitivamente, estás!
Bem hajas, minha querida sobrinha!

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

Tia, não imaginas o quão gratificante é para mim saber que lês-te este meu texto e que, para além de o leres, consegui chegar até ti com as palavras aqui presentes.. Se por algum motivo, decidi fazer este blog, foi mesmo para isso.. para me libertar para os outros e para exprimir na escrita o que por vezes não consigo dizer verbalmente... é mesmo muito bom saber que me acompanhas e que gostas-te do que lês, e nem imaginas o quão feliz fiquei por saber que pensas isso de mim... Acredita que se há pessoa que aprende com a dor, e que faz dos obstáculos um motivo para ir mais além, essa pessoa sou eu. E não vou mudar, não vou mudar, porque isto está mesmo em mim, na minha personalidade, na minha forma de ser. Obrigado por cada palavra, e digo.te que não podia acabar o dia de hoje :

Beijinhos