sábado, 24 de setembro de 2011

Dança, Dança e apenas Dança!

Cada vez tenho mais certeza que quero fazer isto até ao fim da minha vida. Como é incrível dançar! É que faz-me mesmo desligar de tudo o resto, de qualquer tristeza ou dor. Apenas me concentro naquilo que estou a fazer e me deixo ser conduzida ao ritmo da música. E logo eu, que não gosto que me dominem. Logo eu que tenho sempre aquele espírito de dizer “é como eu quero e ponto final”. Pois é, acho mesmo que só esta arte me faz mudar completamente de postura e sou eu quem corre atrás, no fundo é ela quem me dá o caminho e eu apenas a sigo, sem medo e sem pensar em alguma outra coisa. A verdade é que cada vez sou mais feliz a dançar e não há maior gratificação para nós, dançarinos, que expor em 3,5 minutos ao mundo o trabalho que por vezes chega a demorar um ano a ser construído. Para mim, a Dança é sem dúvida a melhor arte de expressão e diz muito mais que mil palavras; é como um olhar ou um sorriso e não, eu não a vou deixar por nada deste mundo. A Dança é mesmo uma parte de mim, e o meu corpo é apenas vítima do seu carrasco que percorre mundos e mundos rodopiando e girando ao som de uma música que ganha outros contornos a partir do primeiro movimento.
(Parabéns a nós, Let´s Dance, pela brilhante actuação de ontem no Largo do Souto!)

3 comentários:

nalini disse...

A Dança é realmente uma arte em que podemos expressar todo o tipo de sentimentos sem precisarmos de dizer uma única palavra.
Sei tão bem como é sentirmo-nos assim.

MarcelaMaia disse...

Obrigada :)
Por mais que seja dificil, temos de nos despedir e seguir em frente.

cláudiasofia. disse...

é exactamente isso.