domingo, 4 de setembro de 2011

E naquele momento não mais queria sair dali. O céu tinha desaparecido. O chão tinha-se imobilizado. As paredes tinham finalmente ganho outra cor. Tudo o que havia à volta florescia. O tempo era nosso. O mundo era nosso. Tudo era nosso. E o meu desejo era ficar, ficar para sempre entre gritos mudos e promessas que nada tinham de desengonçadas. E quando os meus olhos não conseguiam tocar-te, quando nada podia ser saciado, tudo se tinha tornado possível novamente. Tudo se tinha rejuvenescido. Época história do Renascimento mesmo ali à nossa frente; e nós apenas flutuava-mos, voávamos sem nunca antes termos conseguido dar para além de um salto. Era o momento dos momentos, era o nosso momento. Era nosso; tudo era nossa propriedade e nada era banal, retocamos tudo com o que é especial, com a  exclusividade que desde sempre guardamos no bolsinho … E vivemos; vivemos sem medo do que  tal verbo exige.

(a inspiração voltou-me e estou muito feliz!)



21 comentários:

Su disse...

adorei mesmo*

Su disse...

Obrigada minha querida, adorei o teu comentário. sem duvida que aproveito, a vida é tao curta para ser desperdiçada, aproveito todos os segundos, horas, dias com ele.

Su disse...

Ja tentaram estragar por duas vezes, ja puseram mal esta relação duas vezes. mas felizmente demos a volta por cima, nunca deixamos que estragassem esta relação que está cada vez mais forte *.*

Su disse...

Por vezes esse é o meu mal, ligar a essas pessoas mesquinhas, depois lixo-me (...) mas ja aprendi bastante com isso, so quero aproveitar o que tenho e lixar-me para essas invejosas. Mas foi complicado isso contigo ?

Su disse...

mas tu es forte, nao vais cair mais tonta (...) temos que ser superiores, e tu es superior a isso.

Su disse...

E vais conseguir, eu acredito que sim

Su disse...

Ah fico a espera com todo o gosto querida, eu também vou andar aqui a espreitar estes textos lindos *.*

Helena disse...

Gostei mesmo muito.

Su disse...

sem duvida alguma, concordo totalmente contigo querida (:

Helena disse...

Muito obrigada querida.

carina figueiredo disse...

excelente. adorei, vou seguir :)

Bruna Silva disse...

antes de mais, sigo-te! obrigada pelo teu comentário, fico muito contente por saber que gostaste do meu texto; quando entramos em palco, somos só nós não é verdade!? gostei muito do teu blogue, beijinho (:

Bruna Silva disse...

concordo plenamente! mágico, é de verdade, a palavra mais correcta para descrever o que é estar em palco!!

annydajuba disse...

A nova interface do blog nao gosto bah
a pagina inicial onde fazes tudo

AnaM. disse...

muito obrigada querida, é mesmo bom saber isso $:
vês a barra que tenho no fundo da página? carrega no nome do lado esquerdo e vais para o site querida (: depois é só por o url da musica (:

nalini disse...

Obrigada querida!
Também te sigo.

joana moreira. disse...

muito obrigada querida. *-*
não é nada, chama-se river flows in you, e é do Yruma. (:

André disse...

+.+ e complicado não ficar totalmente cativado com as palavras que escreves, todas elas revelam cada pormenor do que estas a sentir. E tal como tu também me causas-te arrepios.

disse...

Lindo seu blog, flor! Parabéns =)

Beijo grande.

Maria disse...

Amazing!

Ánnyjub's disse...

:D