segunda-feira, 17 de outubro de 2011

16♥



Sabes? Quando leio as nossas coisinhas, quando me deparo com o nosso início, com o nosso gatinhar, com o nosso crescer, fico completamente abismada com tamanha cumplicidade. Como é possível do nada teres-te tornado tudo para mim, porque a verdade é mesmo essa. Eu desde o início que fiquei totalmente de queixo caído contigo, porque tinhas uma forma de pensar tão diferente, uma forma de ser tão perfeita, eras tão… tão… tão fantástico! Nunca imaginei que assim, num dia abençoado me podias aparecer e mexer totalmente comigo, com os meus sentimentos. Deixaste-me confusa. E lembro-me como se fosse hoje quando me perguntas-te “ainda te acreditas no amor?” eu respondi “nem sei e tu?” e tu disseste qualquer coisa como “nem eu. Mas acho que não”. E a verdade é que não acreditava, mas até ao momento em que apareceste também não acreditava na sintonia que podia estabelecer com alguém. E olha, podem-me chamar doida ou precipitada, mas mesmo assim te garanto que em horas te tornaste das pessoas mais especiais e mais importantes da minha vida. Dependia de ti, e das nossas birras para encarar o dia de uma forma diferente, pois foi isso mesmo que me ensinaste: uma nova visão das coisas, uma nova visão do mundo. Mas ao mesmo tempo que sentia isto tudo, tudo se atrapalhava cá dentro e se convertia num turbilhão de emoções, pois não sabia até que ponto podias sentir o mesmo; não sabia se eu também ocupava o maior espaço da tua felicidade, e da tua abstracção do mundo maligno. Mas, como nada desde o início foi fácil e eu não queria magoar-te nem ser uma confusão na tua vida como estava a ser, houve um dia em que pensei desistir, pensei não em largar-te, mas em deixar que te largasses por ti próprio e deixar-te ir, pelo teu próprio pé, tendo comigo a plena consciência que iria perder o que se tinha tornado já grande parte de mim. E, no momento em que esperava que ignorasses e me fizesses (a vontade) tu fizeste questão de me demonstrar o que realmente eu era para ti, a falta que te iria fazer caso partíssemos a meio o elo que estabelecia ligação afectuosa tão linda. E foi aí que eu fiquei completamente vidrada na tua tamanha perfeição. Passaram-se horas e eu, quem nunca acreditou na sua existência, pedia-te que ficasses comigo para sempre. Podias dizer que não, que não sabias. Mas disseste “eu fico” e eu, sem saber bem o motivo ou a razão certa, senti-me nesse momento a rapariga mais feliz do mundo. E não deixei, não deixei que te escapasses entre os dedos. Preservei-te, mostrei-te quem realmente era na realidade, influenciei-te a fazer o mesmo, gritei contigo quando tinha que gritar, chorei contigo num momento em que te vi desorientado (mesmo que só agora estejas a saber) e deixei-me levar pela pessoa que és, pela dignidade que tens e pela vida fabulosa que contigo desde sempre me habituaste a ter. Não fraquejei! Por ti, venci os meus medos, ultrapassei as minhas sombras, e triunfei perante os meus fantasmas mais assombrantes. E foi no momento em que te pude sentir, no momento em que te pude ter só para mim, no momento em que desejei parar o tempo, que me apaixonei por ti, ou melhor, que tive certezas do que comigo se estava a passar. Foi aí que cheguei às mais belas conclusões e percebi o porquê de dominares por completo o meu pensamento, o porquê de desejar ser a única a dominar o teu, o porquê de ansiar uma mensagem tua, como quem anseia comer ao fim de 20 dias em jejum, o porquê de te centrar em tudo o que fazia, em tudo o que acontecia, o porquê de seres tu, apenas tu, e o porquê de eu amar que fosse assim.Obrigado por nunca teres desistido de mim, mesmo quando era bem mais fácil o teres feito. Graças a ti, descobri o ser mais perfeito , graças a ti alcancei o melhor da vida. Graças a ti tenho-te e sou a pessoa mais feliz do mundo!

11 comentários:

joel disse...

Oh minhaa linda :o tou completamente sem palavras com o que disseste. Tu fazes-me mesmo feliz e desde o 1o dia que reparei que somos perfeitos um para o outro, um par ideal mesmo. E desde o início contigo tive uma alegria imensa, não sei como mas tu desde o inicio fizeste-me sentir algo que nunca tinha sentido. Tu és mesmo incrivel miúda e eu devo-te tudo mesmo. Tu és a minha felicidade e eu nunca quero estar longe de ti e como eu te amo mais ninguém o faz! Eu contigo sinto-me o rapaz mais feliz do mundo e só sei sorrir, sinto-me seguro e sem problemas; sinto-me completamente confortável contigo. E só quero ficar contigo, viver tudo contigo. ÉS TU QUEM EU PRECISO. E acredita que desde o início eras tu a única no meu pensamento! Sempre foste tu quem eu queria e sempre tive medo que pudesse ser "um amigo normal" quando a única coisa que queria quando te via era agarrar-te, beijar-te e dizer que te amava. Mas não queria correr o risco (embora mínimo mesmo pois tinha quase toda a certeza)de o dizer e depois me arrepender, e ainda bem que o fiz, não por ter dúvidas mas a maneira que tudo aconteceu foi tão perfeita que simplesmente sempre que penso vem-me um sorriso, tu és mesmo a minha alegria e és tudo para mim. Tu? Tu és a rapariga mais perfeita do planeta e eu amo-te mais que tudo e não o vou deixar de fazer! Obrigado mesmo por tudo, tu mereces o mundo!

Ánnyjub's disse...

adoro simplesmente essa foto.
em relacao ao texto não preciso de dizer nada amiga

Dani disse...

está tão lindo! *o*

martasousa disse...

dá-mos mais importância ao que podíamos ser do que ao que somos.

joana moreira. disse...

basta querer para poder alcançar. (:

Soraia Loureiro disse...

vai ser princesa, vai ser *

Izza Shocks. disse...

Explica-me o teu comentário :)

joanarocha disse...

Muito obrigada <3

Izza Shocks. disse...

Obrigada!!

Gabriela ♥ disse...

Muito obrigada, linda :)

mariana ; disse...

obrigado *-*
adorei! estou a seguir *